Os contrastes de uma dupla irresistível: Witbier e IPA


Os contrastes de uma dupla irresistível: Witbier e IPA

Na 8ª edição do Concurso Brasileiro de Cervejas, que aconteceu em março de 2020 em Blumenau - SC, a Leopoldina competiu com 634 cervejarias participantes e mais de 3.200 rótulos avaliados em 124 estilos! Com o sucesso das nossas premiadas Witbier e IPA, motivos de orgulho para a Leopoldina, resolvemos explorar as características de cada uma delas nesse post. Vamos juntos?

 

Witibier – refrescância

A nossa Witbier é sinônimo de refrescância! O estilo originalmente criado há mais de 400 anos, tinha caido em desuso até que o belga Pierre Celi decidiu resgatar suas memórias de infância e passou a produzi-la novamente. Depois desse renascimento, por volta de 1950, ela ganhou notoriedade.

A Witbier é também conhecida como Belgian White, que remete ao significado de “cerveja branca” devido às proteínas do trigo e ao fermento que a deixam com uma coloração dourado-claro.

Sua formação de espuma densa e generosa, e aspecto delicadamente turvo, além da sutil presença do lúpulo, agregam complexidade ao conjunto.

O toque adocicado e cítrico proveniente do coentro e da casca de limão siciliano, fazem da Leopoldina Witbier uma cerveja de alta drinkability, harmonizando perfeitamente com frutos do mar, saladas, sushi e sashimi.

---------------------------------------------------------

Estilo: Witbier

Terroir: Serra Gaúcha | Rio Grande do Sul

Teor Alcoólico: 4,5%

Amargor: 13 IBU

Coloração: 8 EBC

Temperatura de Consumo: 3°C a 6°C

Taça: Tulip

 

IPA – intensidade

Diz a lenda que a IPA nasceu por uma necessidade comercial do Império Britânico durante o século 18, que precisava garantir que suas cervejas chegassem em boas condições na Índia.

A produção de uma Pale Ale com maior teor de álcool e lúpulo (conservantes naturais), garantiria que a cerveja aguentasse a longa viagem de navio do Reino Unido à colônia indiana.

Fato é que a IPA conquistou seu espaço no mercado, inspirando diferentes estilos no mundo todo, cada um com suas características específicas. A American IPA, por exemplo, costuma trazer um leve dulçor e amargor mais moderado com notas cítricas e frutadas.

A Leopoldina IPA é uma típica American IPA. Elaborada com a técnica dry hopping, que possibilita a inserção do lúpulo durante o longo processo de maturação, apresentando um aroma intenso e amargor mais evidente.

Sua coloração de cobre avermelhado e espuma generosa, evidenciam uma cerveja forte, encorpada e muito equilibrada. Vai muito bem com pratos mexicanos, indianos e japoneses; além de peixes, empanados, hambúrguer e queijo gorgonzola.

---------------------------

Estilo: American IPA

Terroir: Serra Gaúcha | Rio Grande do Sul

Teor Alcoólico: 6,5%

Amargor: 60 IBU

Coloração: 21 EBC

Temperatura de Consumo: 5°C a 7°C

Taça: Pint

 

Difícil escolher a sua preferida?

Então, faça como o Concurso Brasileiro de Cervejas que premiou as duas como melhores cervejas de suas categorias. Peça já, sem sair de casa: http://bit.ly/CevejariaLeopoldina



Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!