Conheça os 5 tipos de lúpulos mais utilizados no Brasil


Conheça os 5 tipos de lúpulos mais utilizados no Brasil

Os ingredientes de uma cerveja são determinantes para o sabor que ela apresenta, e embora não sejam o único fator, certamente são um dos mais importantes para quem lida com a degustação.

Mas você não precisa ser nenhum expert para notar as diferenças e saber quais são seus componentes favoritos. Assim como o malte, os mais variados tipos de lúpulo são elementos frequentes em grande parte das cervejas.

No post de hoje, mostraremos a você quais são os 5 tipos de lúpulo mais utilizados no Brasil. Acompanhe!

1. Mantiqueira

Nomeado para homenagear sua região de origem, o lúpulo Mantiqueira é uma criação genuinamente brasileira — é isso que conta o agrônomo Rodrigo Veraldi à revista eletrônica do Globo Rural. Segundo ele, a trajetória foi difícil, mas deu certo:

"Na primeira chuva, as plantas se perderam. Aí eu desisti. Fui vencido pela tese de que lúpulo não é cultivado no Brasil.’. Foi então que ele as descartou na várzea, até que, em 2011, teve a surpresa. A partir da planta achada, produziu clones, investiu, e o cultivo vingou."

O Mantiqueira é formado por uma boa quantidade de óleos essenciais, que são os responsáveis por dar aroma às cervejas produzidas a partir dele.

2. Northern Brewer

Bastante cultivado no Reino Unido, na Alemanha e nos Estados Unidos, o Northern Brewer é um lúpulo cujo amargor funciona bem em inúmeros tipos de cerveja. O perfume é fino e discreto, facilitando a harmonização com diversas categorias de alimento.

3. Citra

Com um sabor cítrico e um cheiro floral, o Citra é comumente usado na variedade Indian Pale Ale, a famosa IPA. A bebida é uma criação inglesa e, como o próprio nome já remete, surgiu durante a colonização britânica no território da Índia.

As IPAs cítricas podem ser feitas com outras variantes de lúpulo — como Cascade ou Centennial —, é verdade. Contudo, essa é uma das mais utilizadas.

Dica: Conheça 6 cervejas com ingredientes inusitados

4. Brewer’s Gold

Um produto tipicamente norte-americano, o Brewer’s Gold é muito conhecido pelo sabor forte e marcante. Em termos aromáticos, não traz tantos diferenciais. Cervejas extras, com uma coloração dourada, tendem a utilizá-lo com frequência em sua fabricação.

É evidente que a qualidade final depende de outros fatores, como a maturação, por exemplo. Ainda assim, vale frisar que ele colabora para resultar em um líquido de excelente textura, consistente e bem refrescante.

5. Saaz

Uma verdadeira pilsen carrega as mais fortes tradições da cidade tcheca homônima. Levando isso em conta, o lúpulo Saaz tem uma importante participação para se obter um gosto picante e levemente amargo, fazendo com que ela seja bastante convidativa para beber em maiores quantidades.

O Saaz é versátil e harmoniza com pratos variados, sendo uma aposta certeira para qualquer ocasião ou festa. Sua cerveja é suavemente perfumada e tem um colarinho irresistível.

Como você viu, para escolher bem uma cerveja, é preciso considerar também os tipos de lúpulo. Aos poucos, você fará combinações incríveis entre as bebidas e as refeições.

Clique no banner abaixo e confira as cervejas da Cervejaria Leopoldina!
Adquira a sua Leopoldina sem sair de casa

Se você gostou desse texto e quer ficar por dentro de outras novidades relacionadas ao mundo das cervejas artesanaiscurta nossa página no Facebook!



Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!